Close

1-MINUTO

2 MINUTO DE MEDITAÇÃO

segundo minuto

+ 3 MINUTO

terceiro minuto

+ OUTRO MINUTO
Give us a brief description of the service that you are promoting. Try keep it short so that it is easy for people to scan your page.

17 de abril de 2012

O que importam os sonhos?

Há anos tenho a oportunidade de acompanhar sonhos de uma diversidade de pessoas. Sempre é uma surpresa ajudá-las a ampliar e significar o  que sonhou.

 

Valmor 116Sonhos podem ser interpretado de muitas formas.

Dentro das mais variadas crenças, culturas, filosofias, religiões e linhas científicas, a interpretação mantém o fio condutor da significação sempre que se tem o cuidado de colocar o próprio sonhador como primeiro e principal referencial da revelação.

Carl Gustav Jung costuma afirmar que os sonhos são pérolas e ajudam a revelar as nossas verdadeiras faces. Trata-se de um excepcional mecanismos de contato com o  universo inconsciente que nos habita. É nesse espaço que as revelações autênticas ganham liberdade de emergir e se revelar.

Sempre tenho algumas perguntas que faço para compor o contexto e enriquecer o processo. Entre elas, estão:

  • Você é alguém que participa do sonho ou apenas assiste?
  • Você tem consciência de que está sonhando?
  • Qual é a problemática que o sonho traz?
  • É um sonho que já se repetiu em outras oportunidades?
  • Onde e quando ocorre o sonho? Qual o clima?
  • Quais as sensações, emoções e sentimentos que percebe enquanto sonha?
  • O que acontece quando acorda e percebe que sonhou?
  • Enquanto conta o sonho, o que percebe  que acontece com você agora?
  • O que significa para você esses elementos e ocorrências  dentro do sonho?
  • O que experimentou no sonho tem alguma relação com sua vida nesse momento?

Tenho por hábito pedir, desde o primeiro encontro terapêutico, que a pessoa tenha um pequeno bloco de anotações para registrar os sonhos.

Transpor o que sonha para o papel através da escrita, desenho ou pintura ajuda muito na construção da comunicação com mundo onírico. É nesse espaço de ruptura que toda noite somos abduzidos para nos perder de nós mesmos.

Desconfio que a sorte sempre está próxima, pois toda manhã nos achamos novamente deitados sobre a superfície que nos acolheu.

espreguiçando

Experimente começar anotando os sonhos, mesmo que eles não revelem nenhuma grande história ou não suscite nenhuma aventura ou emoção. O fato de anotar já é terapêutico e, com o tempo, vai perceber que tudo que sonha revela uma parte de você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *